quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

PARABÉNS AO POETA!



O mestre completou mais um ano de vida!
Quem diria que aquele alemãozinho magrelo que, no longínquo ano de 1986 apareceu para o Brasil cantando Toda Forma de Poder estaria hoje, quase 30 anos depois, ainda na ativa, ainda mais ativo, cada vez mais profético, cada vez mais poeta....
Quem imaginaria que o cara que fez um Refrão de Bolero, e viu os lábios de sua Ana virarem labirintos, estaria em 2013 lançando livros, lançando discos, conquistando cada vez mais fãs?
Me lembro dos anos 90 com nostalgia, pois todos os anos tinha um novo disco, e depois com o passar do tempo, um novo CD da maior banda de todos os tempos, Engenheiros do Hawaii. Me lembro do Papa ser pop, e depois do Papa que era pop, já passamos por um que nem sabe o que é ser popular e chegamos a um que prometo ser o verdadeiro Papa pop da história. Vi o alemão trocar a banda toda, e continuar fazendo sucesso; vi o alemão fazer clip com sua filha ainda bebê, e vi a linda Clara cantando Pose e fazendo o alemão ser chamado de sogrão em pleno Planeta Atlântida...
Sinto saudade... vontade de voltar...
Voltar aos tempos de Gessinger, Licks & Maltz, voltar ao tempo em que as músicas boas abundavam, em que várias bandas cresciam e apareciam aos olhos do Brasil...
Vi nascer o Pouca Vogal, vi Gessinger e Leindecker apavorarem o Brasil com um pocket duo capaz de ser uma banda... Como o próprio 1berto definiu, a menor banda do Brasil, mas com a maior qualidade do Brasil..
O pocket duo acabou, mas a qualidade continuou. Duca e Humberto seguem em carreiras solo, mas Duca e Humberto já são eternos nos corações de seus fãs...
Eis que todos pensaram ser o final...
Mas o final foi só mais um recomeço...
O final ainda está longe de chegar...
Gessinger lançou Insular, Gessinger mais uma vez surpreendeu seus fãs!
Se Gessinger durar 100 anos, Gessinger nos surpreenderá mais 50 vezes...
O alemão é O CARA!
O alemão apavora na sua simplicidade!
Quem ainda não conhece, procure conhecer, e quem já conhece, continue a ser fã!

Parabéns poeta gaúcho de sobrenome alemão!
Parabéns Humberto Gessinger por meio século de vida!
Obrigado por ser tão genial!
Obrigado por emocionar a tantos, e por inspirar a mim!

E que venha Em Paz o ano que vem, pois estamos todos loucos pra ficar legal!!!

sábado, 19 de dezembro de 2015

DEVANEIOS NOTURNOS

Em um mundo de tantas futilidades
De tantas banalidades
De sentimentos voláteis
Amar é um ato de coragem
Entregar-se é arriscar
Felicidade é uma aposta
Em um mundo onde vale mais ter do que ser
Vale mais o carro do que a personalidade
Sentir parece ser crime
Ter alma e coração parece ser pecado
Neste nosso mundo confuso
De valores distorcidos
Onde abdômen definido vale mais que coração
E onde recusa-se a enxergar a alma
Amar é arriscado
Entregar-se é cada vez mais complicado
Em um mundo onde todos vão com a corrente
Querer nada contra a maré parece ser incoerente
Mas, entre ser coerente e amar
Eu sempre ficarei com a segunda opção
Pois de nada adianta ser mais um no rebanho
Quando todo o rebanho se encaminha para o matadouro
Em um mundo onde poucos amam
E muitos apenas usam-se
Prefiro sempre ser a exceção
E nunca a regra
Prefiro sempre ser emoção
Mesmo que a maioria insista em ser apenas razão.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

SOBRE O AMOR

O amor não é sobre quem veio antes
Ou veio depois
E também não depende de estar perto
Ou estar longe

O amor é aquele sentimento que chega
Te invade, te preenche
E que, mesmo que passe o tempo,
E mesmo que se fique distante, permanece

O amor não é sobre beleza,
E muito menos sobre riqueza
O amor é aquele que nasce quando nosso mundo parece desabar
E alguém especial nos estende a mão

O amor não é para ser explicado,
Não é para ser teorizado
E muito menos estudado
O amor é para ser apenas sentido...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

QUÃO ESTRANHOS SOMOS NÓS

Falam de amor
Mas no fundo não querem amar
Falam em tentar
Mas deixam o medo dominar...

Que estranhas são essas pessoas
Esses homens e mulheres
Que deixaram de acreditar
Que desistiram de sonhar...

Dizem que já sofreram,
Mas quem nunca sofreu?
Dizem que já erraram,
Mas quem sempre acertou?

Falam de dor
Mas correm da sua cura,
Procuram a felicidade no fundo de um copo,
Vivem da embriaguez dos seus sentidos

Que estranhos somos nós
Que fugimos de quem nos quer bem
Talvez por medo
Talvez apenas por falta de coragem...

Que estranho é o nosso coração...
Sofre sozinho...
E quando tentam cuidá-lo
Acaba fazendo sofrer...

Poema do Amanhecer

Amanheceu no Planalto
Mas também amanheceu na Serra
Amanheceu no Brasil
Amanheceu em Cascavel...

E onde meu coração acordou?
Onde ele primeiro bateu?
Terá sido na Boca do Monte?
Ou quem sabe até perto de Belo Horizonte?

Por onde voam meus pensamentos?
Para onde vão meus sorrisos?
Será que minha cabeça está no Alegrete?
Ou isto é apenas um poema em falsete?

Viajar nas asas dos pensamentos
E sonhar de olhos abertos...
Será que o coração tem razão?
Ou a razão é o que menos importa?

Nas dúvidas do GPS seguem viajando meus sonhos,
Nos mapas te busco ao acaso....
Tentando te ler nas entrelinhas de algum horizonte,
Tentando te ter em todos os instantes...

O coração segue a bater descompassado,
Enquanto fecho os olhos e quase te toco...
Mais um dia que começa...
Mais uma chance de conquistar você..

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

MAIS UMA MADRUGADA INSONE

Há uma razão para tudo
Apesar de nem sempre termos razão
Há um tempo para tudo
E a hora certa um dia vai chegar

Em uma noite de verão
Onde nada se espera
Talvez destinos se cruzem
Novas vidas, em outras vidas....

Nas madrugadas insones,
Quase sempre solitárias
Por vezes a solidão deixa de ser companhia
Por vezes o coração encontra uma alegria....

Em cada palavra, uma confissão
Em cada gesto, uma nova história
Há um insone perdido em cada esquina
Há mais de mil motivos em cada esquina

E quando o sono chega
E a solidão vai embora
Vêm os sonhos
E mais mil motivos para não se ter nenhuma razão...

E quando os sonhos criam asas
Voa-se para outros mundos
Vive-se sem motivo
Ama-se com paixão....

AS IDAS (E VINDAS) DO AMOR

E nestas idas e vindas
Onde paralelas jamais se cruzam
E onde opostos se distraem
Quem me atrai?

E nesta loucura
Nessa eterna busca
Por quem baterá meu coração?
Onde se perderão meus olhos?

Talvez se percam no horizonte
Quem sabe aqui do lado...
Mas afinal onde estão teus olhos
Para encontrarem os meus?

Por que tudo é tão difícil?
Ou será que apenas nós dificultamos tudo?
Deixemos de ser paralelas
E vamos nos cruzar

Enfrentar os medos
O receio da rejeição
E ao menos (tentar)
Encontrar a felicidade

E nessa eterna busca
Que talvez nunca termine
Quem sabe um dia eu possa dizer:
EU SOU FELIZ AMANDO E SENDO AMADO

sábado, 5 de dezembro de 2015

MESMO SEM VOCÊ SABER

Mesmo sem você saber
Eu estou pensando em você,
Mesmo sem você me querer
Eu não consigo te esquecer....

Por vezes te olho de longe,
Mas querendo estar junto,
E quando chego perto,
O meu coração dispara...

Como te ver e não te querer?
Como te esquecer?
Para onde correr?
Como fazer para te ter?

Você chega e tudo se ilumina
Teu sorriso encanta, contagia
Onde quer que você esteja,
Lá também estará a minha alegria...

Neste momento,
Mesmo sem você saber
Eu estou pensando em você...

A todo instante
Mesmo sem você me querer
Eu quero apenas você...

sábado, 28 de novembro de 2015

Duas vidas

Duas vidas,
Desunidas, sofridas...
Paralelas que nunca se encontram,
Um caminho sem fim

Dois corações
Muitas vezes magoados
Dois destinos
Que não terão desfecho comum

Por vezes, uma esperança
Quase sempre uma desilusão
Ao invés de um amor
Mais uma separação

Por vezes um destino
Um desatino
Por vezes uma canção
Em outras... desilusão

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

E...

E foi se ausentando...
E de tanto ficar distante
Quem antes fazia tanta falta
Hoje não faz mais nada
E ouviu os outros
E seguiu opiniões
E por não ter opinião própria
Perdeu uma chance de ser feliz
E por já ter sofrido antes
Vivia com medo do amor,
E de tanto medo que sentia,
Optou por sofrer sozinha
E se ausentou, ouviu, sofreu...
E fez sofrer...
Transformou sorrisos em lágrimas
Sonhos em desilusão....

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Princípio, meio e fim... O fim?

Os reencontros
E por vezes os desencontros
Nos levam a começar ou a terminar
O que muito queremos...

No princípio somos verbos
Mas, e no fim, o que seremos?
Existe mesmo um fim?
Ou apenas mudamos o foco...

Quantas dúvidas temos,
E como sofremos com cada uma delas...
Nos preocupamos demais com o fim,
Esquecemos do durante, o meio...

Busca-se amor eterno,
Mas esquece-se de que a eternidade desse amor
E sua continuidade nada mais é do que manter o meio
Ter um foco, ser feliz...

No princípio juramos amor eterno,
No meio ficamos desleixados...
E o fim torna-se inevitável e inerente...
Mas será mesmo o fim?

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Poeminha de Quinta

Eu me perdi longe dos teus olhos
Sem os teus abraços
Sem sentir o calor de tuas mãos...
Me perdi te procurando
Querendo te reencontrar
E quando parei, você reapareceu...
De novo fez-se encanto
E tua voz virou canto
E no teu sorriso eu me encontrei
No brilho dos teus olhos eu me vi
Com o calor de tuas mãos me emocionei
Nos teus braços para sempre ficarei

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Poeminha da quarta

Quanto mais me aproximo
Mais distante te sinto...
Quanto mais te quero
Mais te perco...

Se te procuro
Você se afasta...
E se me afasto
Você ignora...

Se me declaro
Você silencia....
Se silencio
Você se ausenta...

De tanto te querer
Acabo me atrapalhando...
De tanto me atrapalhar
Acabo te perdendo

Se te perder
Irei me calar...
Sem ter você
Fica sem graça viver...

Ode ao (RE)encanto

Ah, quão doces são
Nossos reencantos e reencontros
A eterna busca pela felicidade
E quantas surpresas a vida nos reserva
Lembranças que retomam vida
Inusitadas surpresas do coração
Sentimentos que renascem
Almas que buscam um mesmo objetivo
Retratos do passado
Onde tudo era calmo
Destinos que se separaram
Reencontrados e reatados
Inquietude na alma
Grandes esperanças
Um amor que nasce (ou renasce)
E no coração a certeza
Sentimentos que vivem

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Nas curvas da vida encontro você

Em uma estrada cheia de curvas
Onde em cada uma existe uma nova surpresa
É bom saber que no final dela
Encontrarei você

Em cada esquina uma nova surpresa
E em cada surpresa a busca pelo teu sorriso
Em cada esquina mais de mil motivos
Para continuar a  te amar

Se eu desço a serra
Ou ando nas planícies
É você quem eu busco
É você que meus olhos querem encontrar

Nas noites frias de inverno
O teu sorriso me aquece
E nas flores da primavera
Sinto o teu perfume

Se te amo?
É óbvio que sim!
Se te terei?
Só Deus sabe..

Se desistirei?
JAMAIS!!!!
Pois jamais se desiste
Do que nos faz felizes!

domingo, 18 de outubro de 2015

Poeminha de domingo

Não é quantas vezes o coração dispara
E sim por quem ele dispara
Que faz toda a diferença
Que faz valer a pena

Não é um sorriso
É o teu sorriso
Que faz eu sonhar
Que me faz te procurar

Não são os sonhos que vieram antes
E nem planos já feitos
Você apareceu e me tirou o rumo
Me deu novo sentido

Se vai dar certo, tanto faz
O que importa é o hoje
E no hoje, neste instante
Nada sem você faz sentido

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Magia, poesia...

A chuva fria
Que cai lá fora
Molha as ruas
Me traz desassossegos

Na minha mente
Você somente
Nos meus sonhos uma certeza
Em frente, enfrente

Amanhã vai ter sol?
Ou vai chover novamente?
Tanto faz, tanto fez...
Em mim você continuará

Um sonho, uma utopia?
Amor é encanto,
Ou seria apenas magia?
Quem dirá... Quem diria...

Sorrir... Sorria
Viver.. Viveria...
A certeza do amar
É saber que não se vive em vão

Um vão? Uma variação?
Amar não é ilusão
Uma certeza, uma garantia?
Te amar mais a cada dia

És sol, és chuva
Inverno e verão
Verão meus olhos
O brilho dos olhos teus

És musa, és magia
Meu encanto, minha utopia
És o motivo dos meus risos, sorrisos
És tudo o que eu queria

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

SOBRE NÚMEROS E O AMOR

Não é a tua idade que define maturidade
Você pode ser mulher com 18
Ou pode ser menina aos 40...
É tudo questão de maturidade...
Não é a idade que define a quem vamos amar
Pode-se ter 40 e apaixonar-se por uma mulher de 18
Pode uma mulher ter 50
E seu coração disparar por um homem de 30
Não se define amor em números
Não se escolhe a quem amar
O sentimento nasce das afinidades
E se for cuidado, pode ser eterno
Não se escolhe amar também pela distância
Pode-se amar quem está ao lado
Pode-se amar quem mora longe...
O amor vence todas as barreiras...
No amor somos duas paralelas
Não como as do Gessinger, que se cruzavam em Belém do Pará
Somos traços simples
Que se cruzam quando menos se espera
Não se define sentimento em números
Sejam eles de quilômetros ou de anos
Amor não é para ser matemático
E sim, SENTIDO

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Das pedras do caminho

Se no caminho encontro pedras,
Delas não me desvio
Melhor enfrentar os desafios
Do que fugir deles
Das pedras em que, por vezes tropeço,
Colho lições de vida....
Ninguém cresce e amadurece
Se não enfrentar de frente suas batalhas
De cada tropeço
Guardo uma nova lição
E é dessas lições que tiro forças
Para sempre seguir em frente
Se as pedras forem muitas,
Não me abalarei
Apenas as usarei
Para serem a base do meu castelo

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

SERÁ?

Será mais corajoso o que ama em segredo
Ou o que se revela sem medo?
O que arrisca tudo por amor
Ou o que se esconde por medo da rejeição?

É coragem amar em segredo?
Ou coragem é revelar seus segredos?
Arriscar uma amizade por amor,
Ou amar em segredo para se manter amigo?

Olhar de longe
Querendo estar perto?
Ou chegar bem perto,
E se entregar ao sentimento?

São tantas dúvidas...
Medo, receio...
Como agir?
O que fazer???

No coração uma única certeza...
Na cabeça, milhares de dúvidas...
Mas no fundo
Querendo apenas você...

Olhos revelando o que o coração esconde
Silêncios que falam demais
Um coração que pulsa cada vez mais forte
Cada vez mais por você!!!

sábado, 3 de outubro de 2015

Estranho seria...

Seria estranho não sorrir ao te ver
Não te buscar com meus olhos na multidão...
Seria estranho te ter tão perto,
E não ter uma imensa vontade de te abraçar.

Estranho seria não querer ouvir a tua voz
Num breve sussurro ou cantando uma música...
Estranho seria sentir teu perfume e não te sentir perto,
Fechar os olhos e sentir teus abraços.

Seria meio maluco sermos tão parecidos
E eu não te querer comigo,
Seria meio doideira te ver tão linda
E não te querer cada vez mais minha.

Seria estranho se meu coração não te escolhesse
Está estranho esconder o que sinto...
É estranho por vezes te ter ao meu lado
E em muitas dessas vezes te sentir a milhas de mim...

Seria estranho se eu não estivesse pensando em você agora
Seria estranho por um segundo sequer te esquecer...
Realmente, está tudo muito estranho...
Mas ESTRANHO MESMO SERIA
SE EU NÃO FOSSE APAIXONADO POR VOCÊ!

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Poema da tarde chuvosa

Nas voltas que o mundo dá
E entre tantas idas e vindas
Meu coração está sempre a te esperar,
Sempre te querendo comigo...

Nos nossos desencontros
E entre tantas idas e vindas
Na minha memória guardo teu sorriso
E o brilho dos teus olhos a me olhar...

Em cada noite só
Penso em você
E te desejo por perto
Te querendo junto a mim...

Talvez eu jamais te tenha
Talvez eu jamais te toque
E mesmo assim em meus sonhos
Você será eternamente minha

Quem sabe um dia eu acorde do sonho
E possa te ter junto a mim...
Quem sabe um dia o meu encanto
Faça morada também no teu coração...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

POEMA DA MUSA INVISÍVEL

Talvez eu nunca te encontre
De repente nossos olhares jamais se cruzem
Talvez eu te ame de longe
Provavelmente eu te queira junto a mim...
E se estamos longe
Nossas mãos não podem se tocar...
E dessa distância improvável
Nasce a vontade do encontro
Mesmo distantes cresce o encanto
Um misto de sentir, imaginar, sonhar...
Mesmo longe nos sentimos perto...
E, se estamos perto, nos sentimos juntos...
O amor é improvável
O sentimento, inexplicável...
O coração batendo acelerado
Mas eu sigo, sofrendo calado...
Se for encanto,
Que seja doce...
Se for amor,
que seja eterno...
Se for para ser,
Que seja eu e você..
Se for amor
Que seja sempre você e eu!

domingo, 20 de setembro de 2015

POEMA DA SAUDADE

Num cais de porto qualquer
Onde um vento gélido soprava
Mas doce era o encanto,
E doce foi o encontro

Em um agosto qualquer
Em um porto muito alegre
Onde as paralelas se encontraram
Onde fez-se encanto...

Depois vieram as curvas da serra
Serpentando qual cobras
E veio o voo
E fez-se saudade...

Mas logo ouve reencontro
Foi breve, mas valeu cada segundo
Na serra vivem lembranças
No coração ainda mora a dor

Nas memórias ainda vivem risos
Sorrisos de dias felizes que se foram...
No coração ainda vive a saudade
E a espera do reencontro...

sábado, 12 de setembro de 2015

Poeminha de Sexta

Por vezes os olhos sorriem
Mas o coração está em lágrimas
O olhar diz nada
E em silêncios conta tudo...

Nos olhos que brilham
Escondem-se segredos...
Nada é mais indecifrável
Que a alma de uma mulher

Em um sorriso
Milhões de dúvidas
Milhares de mistérios...

Em meu mundo
A incansável luta
Para alcançar o teu coração...

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Musa Poetisa

Sois tão bela
Que com tua beleza
Serve-me de musa
Incita minha inspiração...

Sois única
E beira a perfeição...
Mas de musa, por vezes
Passa a ser a própria poetisa

Escreves com a alma
E com os olhos do coração
Enxerga o mundo

Escreves com mãos firmes
E nas firmezas de teus escritos
Arrebata corações...

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Pessoal que visita o blog, e tiver interesse em manter contato e conhecer um pouco mais da pessoa que escreve, podem me adicionar no Facebook, através do link https://www.facebook.com/R.MarquesO ou no whatsapp no número 54-99950048.
É sempre bom trocar experiências e também fazer novas amizades!
Espero por vocês!!!

terça-feira, 1 de setembro de 2015

PALAVRAS

De que adiantam palavras,
Quando elas não chegam ao coração?
Qual o valor de uma poema
Que não consegue conquistar um coração?

De que me adianta escrever
Procurar rimas, tentar criar refrão,
Se a quem endereço meus versos
Eles aparentam ser mudos?

Para que buscar a escrita perfeita,
Se o sentimento torna-se cada vez mais distante?
De que adianta sentir,
Se o sentimento não é correspondido?

Palavras, somente palavras...
Sentimentos ignorados...
Poemas sem nexo...
Coração partido!

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

SOU FÃ*

Sou fã das voltas que a vida dá, e das pessoas que Deus coloca em nosso caminho.
Sou fã dos acasos que viram encontros, e sou fã das pessoas que sabem receber carinho.
Sou fã dos sorrisos que minhas poesias provocam, e sou fã das pessoas que se emocionam com meus versos.
Sou fã de pequenos gestos, que fazem uma grande diferença, e sou fã de belos sorrisos...

Admiro quem não tem medo de se entregar ao amor
Quem abre sua vida, seus olhos, seu coração
E se entrega sem medo de errar novamente
Quem retribui o carinho
Quem enxerga alma antes de qualquer outra coisa..

Sou fã de pessoas reais
Com sentimentos reais...

Sou fã de quem aceita ser amada
De quem quer ser cuidada...
Sou fã de quem não pensa que idade, distância ou situação financeira impedem o amor
Sou fã de quem sabe, simplesmente amar, e acima de tudo, SER AMADA!

*INSPIRADO EM UMA PESSOA REAL

domingo, 30 de agosto de 2015

A lua

Na luz do luar procurei o brilho dos teus olhos...
Busquei o doce som da tua voz
E quando fechei os olhos
Te vi sorrindo para mim...
Em cada pensamento meu
Tem muito de você...
E todos os meus versos
Buscam apenas o caminho do teu coração...
Novos luares virão
E em muitas noites estarei a te buscar
Seja na lua
Quem sabe nas estrelas...
Novas noites acontecerão
Mas em todas
E em cada uma
Meu coração será para sempre somente teu !

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Sempre em frente, enfrente...


Eu poderia ficar parado
E jamais evoluir
Poderia me acomodar
E não ir a lugar algum...

Eu escolhi ser o melhor
E para isso não posso ficar parado
Resolvi querer muito mais
E para isso não meço esforços...

Sempre em frente,
Sem medo,
Cada vez mais alto,
Cada vez mais longe...

Eu nunca quis ser o mais bonito,
Mas ser vou buscar ser o mais inteligente...
A beleza o tempo leva,
O conhecimento é eterno!

Poeminha

Que venha para ficar
Que seja doce,
Que seja leve,
Que me leve à felicidade...
Que venha sem pressa
E para sempre permaneça...
Que me aqueça,
Que me enlouqueça....

domingo, 16 de agosto de 2015

Busca

Somos corações distantes
Mas nem por isso fugimos do amor
Somos diferentes
Mas nem por isso desistimos de amar...

Cada um no seu mundo
E os dois em busca de um lugar comum
Os dois com os mesmos sonhos
Buscando o tão sonhado amor

Somos duas almas que estavam a se procurar
E que acabaram por se esbarrar
E como é belo o amor...
E como é bom saber amar...

Somos distantes
Mas estamos perto
Somos, talvez, muito diferentes
Mas, por ironia do destino, estamos juntos

Soneto de amor

Talvez eu tenha perdido a razão
Ou talvez apenas tenha ganho coragem...
Pode ser loucura
Ou mesmo um desatino
Que doce destino
Um amor buscado
Um sorriso encantado
Beleza que vai bem além do que os olhos podem ver
Amar, e buscar conquistar
Sonhar, mesmo estando bem acordado
Sorrir, mesmo estando em transe
Lutar, e não ter medo
Amar, e acreditar no amor
Buscar, sempre, a felicidade!

sábado, 8 de agosto de 2015

Se o meu coração te escolheu, como lutar contra ele?
Se a cada pulsar você fica mais presente,
E se a cada respirar teu cheiro me invade....
Como lutar contra o que já me domina?
Como dominar o que é muito maior do que eu?

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Silêncio...

E fez-se pedra
Onde havia um coração
E fez-se deserto
Onde existia amor

Fez-se sombra
Onde existiam dias de sol
Os risos se foram
E só ficaram lágrimas...

Fez-se silêncio
Onde antes havia festa
Fez-se dor...

Virou solidão
O que antes era eterno encontro
Acabou o encanto
Restou frustração...

domingo, 26 de julho de 2015

A vida é uma coleção de sonhos....
Sonhos que ainda não vivemos,
Sonhos que já realizamos
E também sonhos impossíveis...

É uma coleção de realizações
E de realidades....
Uma mistura de sentimentos
Uma eterna busca por nossos ideais...

A vida é sim uma coleção de saudades...
Das pessoas que foram importantes e já se foram,
De coisas que quisemos fazer e não fizemos,
Saudades de nossa infância....

A vida é um eterno aprendizado,
Uma eterna busca...
Um eterno sonho...
E sim , uma coleção de saudosas lembranças

E se eu morresse amanhã?

Será que deixei muitas coisas por fazer? Ou será que morreria em paz? Alguém realmente sentiria a minha falta? Ou estou aqui apenas de passagem, sendo apenas mais um?
Pensar na morte, ou em como ela seria, está muito longe de ser mórbido; é apenas uma maneira de pensar no que já se fez, e no que ainda s tem por fazer. É ter a consciência do que foi errado, e ainda pode ser consertado, é poder acordar amanhã, e faz do novo dia um novo começo.
Se eu morrer amanhã. talvez me arrependa por alguma vez não tenha dito que amei, ou por ter sido por vezes orgulhoso; talvez me falte tempo para consertar alguma coisa...
Se eu morresse amanhã, com certeza me arrependeria, pois sei que tenho coisas a dizer, mas por vezes falta a coragem, em outras é apenas medo. Medo de falar, de ser mal interpretado, talvez simples medo da rejeição...
Se eu morresse amanhã, com certeza me faltaria ter ido fazer uma viagem, com certeza faltaria ter tido coragem, atitude...
Se eu morresse amanhã, talvez muitos chorassem, talvez ninguém se importasse...
Dúvidas...
Mas elas vão persistir até o dia em que eu morrer amanhã...
Quando as lágrimas secarem
E o sol começar a brilhar
Tudo vai voltar ao normal....

Tudo na vida são ciclos
E todo ciclo tem um começo, um meio
Mas também tem um fim...

Mas também tem coisas que não acabam
Apenas ficam paradas, e depois retornam
E tudo volta a ser como era antes.

Quando o sorriso voltar
Voltará também a felicidade
Voltará a fazer sol...

sábado, 4 de julho de 2015

OS VENTOS

Os ventos mudam a direção
E levam sonhos,
Trazem planos,
Recolocam tudo no lugar...

Os ventos bagunçam,
Mas também nos assentam,
Viram tempestade...
Passam a ser apenas brisa...

O vento minuano assovia,
Gela as madrugadas....
Faz o coração viajar,
Me faz te querer aqui...

Tem vezes em que o vento urra,
E em outras ele (apenas|) sussurra...
Por vezes o vento te segura,
Em outras... basta seguir a direção da brisa...

Cabe a você decidir  teu destino,
A escolha é sempre tua...
Ou luta contra os ventos,
Ou navega suave aproveitando a brisa..

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Reticências

Com três... posso descrever todos os meus sonhos
Ou simplesmente posso não saber nada do que quero dizer....
Ah...
Quão belas são as reticências da vida...

quarta-feira, 24 de junho de 2015

..

Sentimentos não podem ser impressos,
Eles precisam ser expressos...
Palavras encantam,
Atitudes conquistam...

Pode-se amar de longe,
Desde que os corações estejam juntos...
Pode perder-se ao lado,
No descompasso de um desencontro...

Pode-se voar sem asas,
E podemos estar em prisões sem grades...
Pode-se aceitar o laço que embeleza,
Ou o nó que tanto nos sufoca...

Pode-se ser feliz sozinho,
Ou pode-se chorar na solidão..
Tudo é escolha,
E nem toda escolha é razão...

sexta-feira, 19 de junho de 2015

.

Talvez eu enxergue longe demais
Ou talvez eu não enxergue..
Quem sabe o que sinto,
Quem sabe o que realmente desejo?
Talvez eu olhe, mas não veja
Ou veja, mas não enxergue...
Existem diferenças
Existem utopias...
Mas, o que é utopia?
E o que é simplesmente sonho bom?
Em cada pensamento uma nova dúvida...
Em cada certeza mais uma verdade absoluta
Que pode ser somente minha
Em cada pensamento uma nova diferença

domingo, 31 de maio de 2015

ESCOLHAS

Nas distâncias
Que a vida nos impõe
Nascem amores
Que a alma escolhe
E desses amores
Nascem sorrisos
Mistos de esperança
Alegrias
Nos amores que o coração cultiva
E nos sonhos que temos
Nasce a esperança
No futuro que esperamos
E na vida que queremos
Estarmos juntos não é imposição
E sim, ESCOLHA

VEJA VOCÊ

Veja você
Que surpresa, que ironia...
Eu já fui feliz
E nem sabia

E veja que engraçado,
E que absurdo
O meu coração já batia
E eu nem sentia...

E veja que utopia
Que agonia
Hoje vivo buscando alegria....

E veja só você quanta angústia
Que paradoxo,,,,
Eu te querer,
E estar com você não posso

E que sufoco,
Que poema enfadonho...
Pois eu e você
É ainda apenas sonho...

sábado, 30 de maio de 2015

SINTO, MUITO

Eu sou o que sinto
E eu sinto, muito
E por sentir
Sinto-me vivo

Eu sou o que sou
Os sonhos que tenho
O amor que sinto
Os desejos, os devaneios

Eu sou o que vivo
E vivo intensamente
Vivo em busca dos meus sonhos

Eu sou o que sinto
E se você não me entender...
EU SINTO MUITO!!!!

SONETO Nº4

E me pedem calma
Me pedem paciência...
Me pedem para esperar
Para não me precipitar

E eu não sei ir devagar
Não sei ser mais ou menos
Nunca fui morno
Nunca parei no meio do caminho...

E eu espero
Talvez por querer demais
Provavelmente por ser VOCÊ

E eu aqui
Com os pensamentos aí
SEMPRE EM VOCÊ

segunda-feira, 25 de maio de 2015

SEMPRE VOCÊ!!!

O coração guarda segredos
Os olhos escondem sonhos
Na alma moram sorrisos
Nos pensamentos... VOCÊ

O coração guarda o amor
Que os olhares disfarçam
No pensamento, segredos
Na alma... VOCÊ

Mil motivos para fugir
Razões para temer
E, mesmo assim,
Me inspiro em VOCÊ

Mil razões para amar
Segredos que a alma esconde...
E a razão dos meus suspiros
Segue sendo VOCÊ!

Um sonho,
Uma utopia,
Encanto, magia...
VOCÊ!

Um suspiro
Um gesto
Um amor...
SEMPRE VOCÊ...

quinta-feira, 21 de maio de 2015

SONETO Nº3

Quem ama em silêncio
Por vezes perde a sua amada
Pois talvez ela não saiba
Que você a ama...

Amar sem demonstrar
É o mesmo que desamar
Pois sentimento precisa de demonstração
Precisa transparecer emoção...

Quem ama luta,
Jamais se entrega
Luta com toda a força do seu coração

Quem realmente ama
Não sente vergonha
Não tem medo da rejeição

domingo, 3 de maio de 2015

SEMPRE AMOR

Amor que rima com dor
É desamor
Bom mesmo é o amor
Que te transforma em flor

Amor tem que ser feliz
Tem que cumprir o que diz
E  nunca, jamais
Deixar um cicatriz

Amar sem medo,
Sem pensar em errar
Se foi um erro e teve dor,
Não era amor

Amar sem medo
Amar e ser feliz
Ser feliz amando
Amar sem medo de errar!

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Soneto da Saudade

E hoje me deu saudade...
Saudade do breve tempo em que você esteve nos meus braços
Do tempo em que teus olhos sorriam no meu abraço
Saudade do gosto do teu beijo

Saudade do século passado
Quando tuas férias eram aqui em Passo Fundo
Quando eu era feliz e não sabia
Quando estar com você me fez muito feliz...

Hoje suspirei por você
E senti saudade do cheiro dos teus cabelos
E do calor do teu corpo

Saudade do que não volta
Mas que de tempos em tempos visita minhas memórias...
Simplesmente saudade de você

SONETO N°2

Eu poderia te prender em um nó
Mas o nó te sufoca
Então prefiro te prender num laço,
No meu abraço

Eu poderia te sufocar,
E te cercar por 24 horas a fio
Mas prefiro te deixar livre
Para que sempre voltes aos meus braços

Quem dera eu fosse forte
Quem dera eu pudesse te dominar
Quem me dera em teus braços poder acordar

Quem me dera eu fosse chuva,
Ou fosse brisa....
Quem me dera não ser tão humano.....

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Pegue sua kombi
Reúna seus melhores amigos
Parta sem destino, sem rumo
Rumo à felicidade...
Desligue-se do que te faz mal
Esqueça os problemas
Vá em paz
Busque a paz...
Ande sem destino,
Sem rumo
Mas sem perder o prumo
Vá em frente, enfrente
Siga seu rumo
Seja FELIZ!

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Simples

Quero você na minha vida
Quero teus risos e sorrisos
O calor dos teus beijos
O carinho dos teus braços e abraços

O suor depois do amor
O encantamento do doce pensar
A paz da companhia
A pureza dos pensamentos mais indecentes...

Quero te sentir de longe
E te ter sempre perto
Quero amor calmo e tranquilo
E sexo selvagem e intenso...

Te quero brisa
E te quero furacão
Te quero intensa
Te quero minha

Quero o que nunca tive
Mas sempre sonhei
Quero tua voz que canta
E teu sussurro que me encanta

Quero paz
Quero amor
Quero felicidade...
QUERO APENAS E TÃO SOMENTE VOCÊ

quinta-feira, 19 de março de 2015

Soneto

Eu me perdi nos teus olhos
E que belos são teus olhos...
E me perdi no teu sorriso
E como é bom te ver sorrir...

Eu me perco no teu cheiro
No brilho do teu olhar
Na curva do teu sorriso
Na doçura das tuas palavras

Te acho em meus sonhos
Em meus pensamentos
Te recrio em versos...

Te busco com meus olhos
Te desejo com loucura
Te quero a todo instante

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

APENAS DESILUSÃO

Às vezes mais é menos
E em outras.... menos é mais..
Ser contra te dá moral
E ser favorável em nada te ajuda

Tem vezes em que amar é tua ruína
E outras em que não amar
Coloca quem você quer aos teus pés...

Tem pessoas que te ignoram
E outras que te idolatram
Cada uma por seus motivos
Todas com suas razões...

Tem horas em que o coração bate
E outras em que ele apenas pulsa...
E na maioria... ele apenas não te deixa morrer...

Tem sorrisos que são forçados
Mas as lágrimas sempre brotam da dor
Tem amores que são correspondidos
Mas a maioria é apenas desamor...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Simplesmente amor

E é amor
Pois não te esqueço
Nem por um segundo sequer

É amor
Pois te quero comigo
O tempo todo
A cada segundo...

Foi amor
Desde o primeiro segundo
Desde o instante em que te vi

Vai ser amor
Mesmo que nada dê certo
Será amor
Mesmo que você o negue

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Toda Minha

Eu te quero inteira
Com teus medos e defeitos
Teus sorrisos e teus sonhos
Teus problemas e tuas virtudes
Te quero por um breve instante
Chamado eternidade...
Te quero agora
Te quero sempre
Quero ouvir tua voz ao acordar
E teus beijos antes de dormir
Quero que seja minha musa
Minha inspiração
Te quero como nunca quis ninguém
Te amarei infinitamente
Sem medo, sem ciúme
Simplesmente amor
Incndicional
Eterno
Mas sempre, e para sempre
Amor

Escolhas

A vida é feita de escolhas...
Você pode escolher entre as festas e eu....
Entre a liberdade da solidão e a companhia dos meus braços...
Pode escolher entre ir em busca de sonhos só
Ou em ter alguém ao teu lado te apoiando....
Tudo é escolha....
Pode ser mais simples estar só
Mas será que festas e liberdade te trarão felicidade?
Ou é apenas medo...
De se envolver, de amar, de viver...
Medo de ser feliz?
Felicidade também é escolha....
Estar por perto
E não poder te tocar
Não é escolha minha
É norma tua
Ou como eu sempre digo
É escolha tua....
Viver sem amar
Dormir sem sonhar
Beber e não se embriagar
Tudo é escolha