quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Poeminha de Quinta

Eu me perdi longe dos teus olhos
Sem os teus abraços
Sem sentir o calor de tuas mãos...
Me perdi te procurando
Querendo te reencontrar
E quando parei, você reapareceu...
De novo fez-se encanto
E tua voz virou canto
E no teu sorriso eu me encontrei
No brilho dos teus olhos eu me vi
Com o calor de tuas mãos me emocionei
Nos teus braços para sempre ficarei

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Poeminha da quarta

Quanto mais me aproximo
Mais distante te sinto...
Quanto mais te quero
Mais te perco...

Se te procuro
Você se afasta...
E se me afasto
Você ignora...

Se me declaro
Você silencia....
Se silencio
Você se ausenta...

De tanto te querer
Acabo me atrapalhando...
De tanto me atrapalhar
Acabo te perdendo

Se te perder
Irei me calar...
Sem ter você
Fica sem graça viver...

Ode ao (RE)encanto

Ah, quão doces são
Nossos reencantos e reencontros
A eterna busca pela felicidade
E quantas surpresas a vida nos reserva
Lembranças que retomam vida
Inusitadas surpresas do coração
Sentimentos que renascem
Almas que buscam um mesmo objetivo
Retratos do passado
Onde tudo era calmo
Destinos que se separaram
Reencontrados e reatados
Inquietude na alma
Grandes esperanças
Um amor que nasce (ou renasce)
E no coração a certeza
Sentimentos que vivem

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Nas curvas da vida encontro você

Em uma estrada cheia de curvas
Onde em cada uma existe uma nova surpresa
É bom saber que no final dela
Encontrarei você

Em cada esquina uma nova surpresa
E em cada surpresa a busca pelo teu sorriso
Em cada esquina mais de mil motivos
Para continuar a  te amar

Se eu desço a serra
Ou ando nas planícies
É você quem eu busco
É você que meus olhos querem encontrar

Nas noites frias de inverno
O teu sorriso me aquece
E nas flores da primavera
Sinto o teu perfume

Se te amo?
É óbvio que sim!
Se te terei?
Só Deus sabe..

Se desistirei?
JAMAIS!!!!
Pois jamais se desiste
Do que nos faz felizes!

domingo, 18 de outubro de 2015

Poeminha de domingo

Não é quantas vezes o coração dispara
E sim por quem ele dispara
Que faz toda a diferença
Que faz valer a pena

Não é um sorriso
É o teu sorriso
Que faz eu sonhar
Que me faz te procurar

Não são os sonhos que vieram antes
E nem planos já feitos
Você apareceu e me tirou o rumo
Me deu novo sentido

Se vai dar certo, tanto faz
O que importa é o hoje
E no hoje, neste instante
Nada sem você faz sentido

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Magia, poesia...

A chuva fria
Que cai lá fora
Molha as ruas
Me traz desassossegos

Na minha mente
Você somente
Nos meus sonhos uma certeza
Em frente, enfrente

Amanhã vai ter sol?
Ou vai chover novamente?
Tanto faz, tanto fez...
Em mim você continuará

Um sonho, uma utopia?
Amor é encanto,
Ou seria apenas magia?
Quem dirá... Quem diria...

Sorrir... Sorria
Viver.. Viveria...
A certeza do amar
É saber que não se vive em vão

Um vão? Uma variação?
Amar não é ilusão
Uma certeza, uma garantia?
Te amar mais a cada dia

És sol, és chuva
Inverno e verão
Verão meus olhos
O brilho dos olhos teus

És musa, és magia
Meu encanto, minha utopia
És o motivo dos meus risos, sorrisos
És tudo o que eu queria

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

SOBRE NÚMEROS E O AMOR

Não é a tua idade que define maturidade
Você pode ser mulher com 18
Ou pode ser menina aos 40...
É tudo questão de maturidade...
Não é a idade que define a quem vamos amar
Pode-se ter 40 e apaixonar-se por uma mulher de 18
Pode uma mulher ter 50
E seu coração disparar por um homem de 30
Não se define amor em números
Não se escolhe a quem amar
O sentimento nasce das afinidades
E se for cuidado, pode ser eterno
Não se escolhe amar também pela distância
Pode-se amar quem está ao lado
Pode-se amar quem mora longe...
O amor vence todas as barreiras...
No amor somos duas paralelas
Não como as do Gessinger, que se cruzavam em Belém do Pará
Somos traços simples
Que se cruzam quando menos se espera
Não se define sentimento em números
Sejam eles de quilômetros ou de anos
Amor não é para ser matemático
E sim, SENTIDO

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Das pedras do caminho

Se no caminho encontro pedras,
Delas não me desvio
Melhor enfrentar os desafios
Do que fugir deles
Das pedras em que, por vezes tropeço,
Colho lições de vida....
Ninguém cresce e amadurece
Se não enfrentar de frente suas batalhas
De cada tropeço
Guardo uma nova lição
E é dessas lições que tiro forças
Para sempre seguir em frente
Se as pedras forem muitas,
Não me abalarei
Apenas as usarei
Para serem a base do meu castelo

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

SERÁ?

Será mais corajoso o que ama em segredo
Ou o que se revela sem medo?
O que arrisca tudo por amor
Ou o que se esconde por medo da rejeição?

É coragem amar em segredo?
Ou coragem é revelar seus segredos?
Arriscar uma amizade por amor,
Ou amar em segredo para se manter amigo?

Olhar de longe
Querendo estar perto?
Ou chegar bem perto,
E se entregar ao sentimento?

São tantas dúvidas...
Medo, receio...
Como agir?
O que fazer???

No coração uma única certeza...
Na cabeça, milhares de dúvidas...
Mas no fundo
Querendo apenas você...

Olhos revelando o que o coração esconde
Silêncios que falam demais
Um coração que pulsa cada vez mais forte
Cada vez mais por você!!!

sábado, 3 de outubro de 2015

Estranho seria...

Seria estranho não sorrir ao te ver
Não te buscar com meus olhos na multidão...
Seria estranho te ter tão perto,
E não ter uma imensa vontade de te abraçar.

Estranho seria não querer ouvir a tua voz
Num breve sussurro ou cantando uma música...
Estranho seria sentir teu perfume e não te sentir perto,
Fechar os olhos e sentir teus abraços.

Seria meio maluco sermos tão parecidos
E eu não te querer comigo,
Seria meio doideira te ver tão linda
E não te querer cada vez mais minha.

Seria estranho se meu coração não te escolhesse
Está estranho esconder o que sinto...
É estranho por vezes te ter ao meu lado
E em muitas dessas vezes te sentir a milhas de mim...

Seria estranho se eu não estivesse pensando em você agora
Seria estranho por um segundo sequer te esquecer...
Realmente, está tudo muito estranho...
Mas ESTRANHO MESMO SERIA
SE EU NÃO FOSSE APAIXONADO POR VOCÊ!

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Poema da tarde chuvosa

Nas voltas que o mundo dá
E entre tantas idas e vindas
Meu coração está sempre a te esperar,
Sempre te querendo comigo...

Nos nossos desencontros
E entre tantas idas e vindas
Na minha memória guardo teu sorriso
E o brilho dos teus olhos a me olhar...

Em cada noite só
Penso em você
E te desejo por perto
Te querendo junto a mim...

Talvez eu jamais te tenha
Talvez eu jamais te toque
E mesmo assim em meus sonhos
Você será eternamente minha

Quem sabe um dia eu acorde do sonho
E possa te ter junto a mim...
Quem sabe um dia o meu encanto
Faça morada também no teu coração...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

POEMA DA MUSA INVISÍVEL

Talvez eu nunca te encontre
De repente nossos olhares jamais se cruzem
Talvez eu te ame de longe
Provavelmente eu te queira junto a mim...
E se estamos longe
Nossas mãos não podem se tocar...
E dessa distância improvável
Nasce a vontade do encontro
Mesmo distantes cresce o encanto
Um misto de sentir, imaginar, sonhar...
Mesmo longe nos sentimos perto...
E, se estamos perto, nos sentimos juntos...
O amor é improvável
O sentimento, inexplicável...
O coração batendo acelerado
Mas eu sigo, sofrendo calado...
Se for encanto,
Que seja doce...
Se for amor,
que seja eterno...
Se for para ser,
Que seja eu e você..
Se for amor
Que seja sempre você e eu!