sábado, 28 de novembro de 2015

Duas vidas

Duas vidas,
Desunidas, sofridas...
Paralelas que nunca se encontram,
Um caminho sem fim

Dois corações
Muitas vezes magoados
Dois destinos
Que não terão desfecho comum

Por vezes, uma esperança
Quase sempre uma desilusão
Ao invés de um amor
Mais uma separação

Por vezes um destino
Um desatino
Por vezes uma canção
Em outras... desilusão

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

E...

E foi se ausentando...
E de tanto ficar distante
Quem antes fazia tanta falta
Hoje não faz mais nada
E ouviu os outros
E seguiu opiniões
E por não ter opinião própria
Perdeu uma chance de ser feliz
E por já ter sofrido antes
Vivia com medo do amor,
E de tanto medo que sentia,
Optou por sofrer sozinha
E se ausentou, ouviu, sofreu...
E fez sofrer...
Transformou sorrisos em lágrimas
Sonhos em desilusão....

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Princípio, meio e fim... O fim?

Os reencontros
E por vezes os desencontros
Nos levam a começar ou a terminar
O que muito queremos...

No princípio somos verbos
Mas, e no fim, o que seremos?
Existe mesmo um fim?
Ou apenas mudamos o foco...

Quantas dúvidas temos,
E como sofremos com cada uma delas...
Nos preocupamos demais com o fim,
Esquecemos do durante, o meio...

Busca-se amor eterno,
Mas esquece-se de que a eternidade desse amor
E sua continuidade nada mais é do que manter o meio
Ter um foco, ser feliz...

No princípio juramos amor eterno,
No meio ficamos desleixados...
E o fim torna-se inevitável e inerente...
Mas será mesmo o fim?