sábado, 29 de outubro de 2016

UM NADA...

De tantas ausências e silêncios,
Uma hora a gente cansa, desiste...
E, se desistir
Infelizmente será para sempre
De tanto tentar e não conseguir
Dar e não receber
A gente para de tentar
E para de se humilhar
E o que se queria tanto
Perde a graça
Perde o encanto
E quem nos ignorava vira nada
Vira passado, página virada
Torna-se simplesmente um nada

Nenhum comentário:

Postar um comentário